Torpe

02.jpg

Livro de artista, impressão digital, costura e papel, 2021.

Este livro de artista surgiu quando me deparei com o Livro de Raymond Queneau chamado Ejercícios del Estilo, conheci esta publicação em um grupo de estudos latino-americano chamado Formas de la idea, que discutia as possibilidades de  atuação de publicadores independentes a partir da pandemia da Covid 19, que mudou nossa forma de ser e estar no mundo.

 

Neste livro Queneau, escreve a mesma história 99 vezes de formas diferentes, mas sempre é a mesma história, o mesmo acontecimento, que se repete, mas a forma de escrever muda A CADA VEZ, e assim parece que nos aproximamos de maneira diferente do texto. O livro é um exercício irônico sobre a forma de escrever e os caminhos que pode-se seguir em busca de um estilo poético.

 

Destas 99 possibilidades, escolhi uma com a  intenção de fazer o meu exercício de escrita, o centésimo. O texto TORPE foi escolhido, porque o autor do evento se dizia desajeitado para a escrita, assim como eu me sinto, com vícios, equívocos, repetições…