Escalas


O Estúdio Alvaro Razuk recebe sua terceira ocupação artística. A exposição Escalas é a primeira mostra coletiva realizada no espaço que antes recebeu exposições individuais de artistas como Pedro Caetano e Mark Fletcher no formato de open studio.

Esta primeira mostra coletiva realizada no espaço conta com o apoio das galerias Fortes Vilaça, Luciana Brito e Marília Razuk.

Em Escalas convidei artistas com os quais já trabalhei anteriormente em outros projetos e/ou que fazem parte de minha pesquisa. A escolha desses artistas específicos para ativarem esse espaço se deu pelas diversas relações entre arte e arquitetura encontradas em seus projetos artísticos. As possíveis relações entre esses campos e suas complexidades foram as bases conceituais para esta exposição que realizada em um espaço não convencional, no caso um escritório de arquitetura, somam outras camadas de leitura.

As relações entre arte e arquitetura e as discussões sobre as noções de espaço na arte contemporânea são vastas e contínuas. O objetivo desta exposição não é promover respostas, nem representar linhas teóricas. O objetivo desta exposição é de adicionar através das poéticas desses artistas diversos vértices neste campo de discussão.

Dessa forma o termo “escala”, aqui utilizado no plural foi apropriado para pensarmos em diversos tipos de escalas presentes nos trabalhos destes artistas, escalas subjetivas, escalas projetuais, escalas conceituais, escalas políticas e escalas de fato espaciais.

No trabalho desses artistas podemos encontrar questões entre o micro e o macro, lugares e não lugares, público e privado, a obra de arte como projeto, processo e pesquisa, assim como diversas noções de espaço, seja ele malogrado, diminuto, alterado, construído/desconstruído, apresentando também estados de efemeridade, invisibilidade e mimesis. (Bruno Mendonça é formado em Comunicação Social pela Universidade Mackenzie e Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Professor no curso de Comunicação e Multimeios da PUC-SP e de Audiovisual da FMU. De 2010 a 2012 realizou com apoio da CAPES a pesquisa “Poéticas Virais – Questões Multimidiáticas na Contemporaneidade”. Desde 2010 é organizador juntamente com a artista Rafaela Jemmene da plataforma “sobrelivros”. Atua desde 2007, como artista, pesquisador, educador e curador, organizando e desenvolvendo projetos interdisciplinares e colaborativos. Atualmente é colaborador/pesquisador nos grupos de pesquisa “Arte e Meios Tecnológicos” (AMT) e “Criação e Comunicação nas Mídias” (CCM), ambos na PUC SP ).

Rafaela Jemmene. Sem título da série: "Projetos Possíveis", desenho, grafite sobre papel vegetal quadriculado, 21 x 29,7, 2013.
Rafaela Jemmene. Da série: "Projetos Possíveis", grafite sobre papel vegetal quadriculado, 21 X 30 cm, 2013.

O Estúdio Alvaro Razuk promove em 29/06/13,  11h - o curador Bruno Mendonça estará recebendo grupos no espaço para visitas guiadas além de uma discussão sobre site-specific com a artista Rafaela Jemmene 15h, bate-papo com artistas e encerramento da exposição Escalas. O evento, que propõe investigações e discussões entre arte e arquitetura, conta com a participação dos artistas Debora Bolsoni, Ana Mazzei, Aline Van Langendonck, Renato Pera e Rafaela Jemmene, do curador Bruno Mendonça e do arquiteto Alvaro Razuk. Não é necessário se inscrever e a entrada é gratuita.


Serviço Exposição Escalas Estúdio Alvaro Razuk Abertura: 04 de maio de 2013, às 14h Período expositivo: de 05 de maio a 29 de junho de 2013 Estúdio Alvaro Razuk (Largo do Arouche, 161, República) *Horário de Visitação sob agendamento prévio: Seg a sex., 11h/18h; Sab. a partir das 16h.